Estudo aponta que trabalhos dos sonhos dos jovens podem desaparecer

Foto: Gerd Altmann / Pixabay

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou nesta quarta-feira, 21/1/20, o relatório Emprego dos Sonhos? durante o Fórum Econômico Mundial, trazendo dados sobre aspirações profissionais futuras de cerca de 600 mil jovens de 15 anos em 79 países e territórios, entre eles o Brasil. O estudo mostra que os jovens têm, em média, mais anos de estudo do que qualquer geração que veio antes deles. E, no entanto, têm grande dificuldade de se inserir no mercado de trabalho e em conciliar o que aprendem na escola com o que é esperado do ambiente profissional.

Além disso, uma parcela considerável desses jovens sonha com profissões que correm o risco de não existir no futuro: podem ser automatizadas pelo avanço da tecnologia.

As entrevistas com os jovens foram feitas em 2018, durante a aplicação do Pisa, exame internacional que mede o desempenho de estudantes em matemática, leitura e ciências. Aos 15 anos de idade, a maioria dos participantes do exame caminhava para o fim do ciclo da educação básica e se preparava para a escolha da educação superior — e também de o que quer fazer na vida profissional.

Leia aqui mais informações sobre o estudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *